Sony apresenta PS5: design de console e primeiros jogos

Depois que a conferência foi adiada devido aos protestos anti-racistas que os EUA vêm enfrentando nos últimos dias, ontem a Sony apresentou o que finalmente será o PS5. Já temos os primeiros jogos e pudemos até ver o design do console e dos controladores e seus periféricos.

Uma apresentação que durou mais do que muitos de nós esperávamos -cerca de uma hora e um quarto-, e onde houve tempo para apresentar uma grande variedade de novos jogos, esperadas continuações de sagas conhecidas, novos IPs e um bom punhado de indie- títulos de estilo.

O PlayStation 5 salta para o branco: este é o design final do novo console de última geração da Sony

Depois de vários meses recebendo vazamentos que se revelaram falsos, finalmente pudemos ver o design do novo PS5. Você pode gostar mais ou menos, mas o que não há dúvida é que nos pegou a todos com o pé errado. Você conseguiu, Sony.

O design do console abandona o preto corporativo do PS2, PS3 e PS4 anterior para abraçar um acabamento branco com ares certamente futuristas, linhas curvas e um núcleo preto central acompanhado por backlights azuis que definem as margens da máquina.

Outro destaque foi a apresentação em disposição vertical do console, embora até hoje não se saiba se será capaz de "deitar" horizontalmente. Algo que para muitos pode significar a renovação dos móveis da sala por simples falta de espaço; isso ou leve o console para outra sala onde possa ser acomodado mais facilmente ou atrair menos atenção ... que remédio. ATUALIZADO: Parece que finalmente a Sony acaba de confirmar que o console também pode ser colocado horizontalmente, como você pode ver na imagem abaixo.

Além disso, foram apresentados dois modelos de console: um com leitor de disco e outro versão “Edição Digital” sem slot para introdução de jogos físicos. Uma piscadela clara que aponta para o futuro totalmente digital onde o suporte físico tem cada vez menos peso, e mais se tivermos em conta que a maioria dos jogos hoje em dia costumam exigir o download de patches e conteúdos adicionais desde o primeiro dia de lançamento no mercado.

Junto com a nova máquina - que já tem seus primeiros memes, comparando-a com um roteador ou com a própria torre do olho de Sauron - também pudemos ver um pouco mais dos novos controles Dual Sense, além de outros acessórios como uma estação de carregamento para os controles, fone de ouvido sem fio Pulse 3D, webcam HD e um controle remoto voltado para a reprodução de conteúdo multimídia.

Os jogos: quantidade e qualidade em partes iguais

A maior parte da apresentação do PS5 foi orientada para mostrar alguns dos primeiros jogos do console. A conferência teve um início forte com o anúncio de Homem-Aranha: Miles Morales, a continuação de um dos grandes exclusivos PlayStation dos últimos anos. Um título que estará disponível fora -ou quase, já que ainda não há uma data exata de lançamento- a partir do Natal deste ano.

Também pudemos ver trailers, cinemáticas e jogabilidade de outros jogos muito esperados, como Resident Evil 8: Village, Horizon Forbidden West (sequência de Horizon Zero Dawn), Gran Turismo 7, um novo Ratchet & Clank para PS5 e o remake de Demon’s Souls. Além do novo NBA 2K21 com gráficos hiper-realistas que sem dúvida causaram suores frios em mais de um.

Da mão da Square Enix, pudemos ver as primeiras imagens de Projeto Athia, um novo exclusivo que será lançado no PS5 em datas a serem determinadas (embora pareça que o jogo ainda está em uma fase inicial de desenvolvimento). Returnal é um jogo de tiro em terceira pessoa que mistura terror e ficção científica espacial, e Kena: Ponte dos Espíritos é um jogo de mundo aberto que lembra poderosamente o Zelda: Breath of The Wild da Nintendo.

Um detalhe marcante é que em nenhum momento da apresentação foi feita menção ao muito comentado e esperado compatibilidade com versões anteriores com PS4. Tudo indica que determinados títulos da consola podem ser jogados com características melhoradas, embora este seja um factor que estará obviamente totalmente descartado para quem aposta na versão digital sem um leitor PS5 físico.

Em suma, uma apresentação com muito conteúdo e muitos jogos, que não tem deixado ninguém indiferente e que sem dúvida dará muito o que falar nos próximos meses até o lançamento oficial do console no Natal deste 2020, o qual, nós lembre-se, ainda não se sabe. anunciou qual será o preço ou sua data oficial de saída.

Você tem Telegrama instalado? Receba a melhor postagem de cada dia no nosso canal. Ou se preferir, descubra tudo no nosso página do Facebook.

Postagens recentes